Um pôr-do-sol diferente

Tinha eu uns treze anos e tinha de fazer o caminho a pé da Trafaria para ir surfar à Costa da Caparica, nesse caminho passava pela Cova do Vapor. Muitas vezes olhei para aquela onda com aquele desejo de menino, mas um pouco assustado por ver aqueles triângulos de água onde muitos surfistas viveram o seu sonho!

O meu acidente roubou-me aquele desejo de surfar aquela onda… roubou? Não!, adiou!!!

Ontem eu e o meu amigo João André, fomos em busca de ondas e o destino levou-nos ao “sonho adiado”.

Entramos na água sem crowd era umas 16h, timidamente apareceram mais 3 companheiros de ondas que connosco vibraram naqueles triângulos prefeitos.

Partilhei com o João André o sonho, a superação, e o sentimento de estar feliz e de surfarmos até à noite, neste que foi um pôr-do-sol diferente!